sexta-feira, setembro 21, 2012

Redução de escalões de IRS, uma nova golpada

Encapotado sob o manto de uma suposta simplificação fiscal, este governo está a propor um aumento do imposto sobre o trabalho (mais um) de aproximadamente 3,5%, ou seja o equivalente à perda de mais meio salário para cada trabalhador a acrescentar à proposta imoral de transferência de um salário dos trabalhadores para os patrões.

No entanto, já se sabe que o escalão mais alto não sofrerá agravamento, mantendo-se nos 46,5%.
Mais uma vez castiga-se mais os que ganham menos.

Desta vez, o CDS não poderá colocar-se de fora desta discussão, tendo em conta que foi um seu secretário de estado, Paulo Núncio, o primeiro proponente e anunciante desta medida, ainda antes do anuncio de Passos Coelho.

Se esta medida for aplicada, será mais um golpe profundo na nossa já debilitada economia.

Não podemos permitir.

1 comentário:

Madeira disse...

Este pais está sob controle de outros, de fora, que não os portugueses. Onde é que isto vai parar? Onde?