sexta-feira, setembro 16, 2011

Quem pagará?

Não se questiona a obra, mas pode questionar-se o que custou a obra e quem beneficiou com esse excesso de custo.

Comparativamente, só fomos melhores que outros na medida em que gastamos tanto, ou nos endividamos tanto para fazer sensivelmente o mesmo. A partir do momento em que vão aparecendo as dívidas e nos apercebemos que pagamos um ferrari para afinal ter um fiat uno, vem-nos a questão essencial: Quem pagará?

Pagarão todos aqueles que directa ou indirectamente beneficiaram com a má gestão e desperdício, ou pagarão todos aqueles que concordando ou não, não tiveram voto nas escolhas feitas, e mesmo podendo fazer escolhas, nunca tiveram acesso à informação a que tinham direito?

Muitos optaram por não pagar e emigrarão. Outros, porque já comeram carne suficiente e não querem roer os ossos, fugirão com o dinheiro roubado aos madeirenses.

Sem comentários: