sexta-feira, maio 06, 2011

Valor da ajuda externa

O valor de 78.000M€ não é inteiramente correcto.
O valor de financiamento ao estado português é de apenas 66.000M€ e os restantes 12.000M€ serão para alargar um fundo de garantia à banda e apenas será transferido em caso de falência de algum banco português, que ninguém espera que aconteça.

Para quem está na bancarrota, como tentou insinuar Eduardo Catroga, apenas precisar de 22.000M€ por ano (o equivalente a 15% do PIB) não está nada mal.

1 comentário:

amsf disse...

Ai é que está. Também eu estava convencido que deixaria-mos de recorrer ao mercado da dívida mas parece que não é assim!

Teoricamente quem necessita de pedir 1 euro por ano de forma sistemática sem nunca o poder pagar está a viver acima das suas possibilidades.

22 mil milhões por ano só não é grave se houver quem os empreste e se houver entidades obrigadas a intervir, como é o actual caso, porque seriamos um perigo para o restante espaço europeu (euro, U.E.). Não é apenas a banca que é salva por este mesmo motivo, Portugal também o está a ser...