domingo, maio 15, 2011

Atestado de irresponsabilidade

Os governos minoritários são ineficazes. Por um lado, o partido vencedor das eleições quer ter apoio mas não partilha o poder, por outro, a oposição deixa-o governar sozinho mas bloqueia tudo o que seja importante. Desta forma, os orçamentos, os pec's ou todas as reformas estruturais não têm passagem garantida no Parlamento.


Como sair deste problema?


Só há uma forma. Passar a um regime de co-decisão, negociando uma programa simples e claro que possa ser negociado e aceite por ambas as partes. O primeiro-ministro passa, nesta realidade, de decisor a diplomata.


Perante os resultados das sondagens, a realidade económica e financeira do país e tendo em conta o nosso especto político, PS e CDS já perceberam que este será o caminho. E sabem que têm de adoptar a tempo o discurso e a postura certa. Têm de ir avançando com preliminares, que permitam a consumação do ato depois das eleições.


E é aqui que o PSD falha. Fazer da afirmação de que não fará governo com o PS é um atestado de irresponsabilidade. Percebo a táctica. Chantagear o eleitorado. Ou nós ou o caos. Mas ainda não perceberam que essa posição radical torna-os aos olhos dos portugueses pouco fiavéis? A ver vamos, mas parece-me que o PSD está no caminho errado.

Sem comentários: