segunda-feira, março 21, 2011

Vale a pena recordar

Público: (...) Depois de ter cedido ao Marítimo o Estádio dos Barreiros e terrenos anexos, avaliados apenas em 17 milhões, o Governo assumiu na totalidade o custo do novo estádio. O contrato de financiamento bancário, com carência de cinco anos, atribuía ao clube os encargos da operação (15 milhões), mas Jardim (resolução n.º 769/2010) decidiu que a comparticipação de 31 milhões seria acrescida dos tais encargos.

Distribuídas pelos orçamentos de 2010 a 2026, as dotações, variáveis entre 1,3 milhões nos cinco primeiros anos e 3,5 milhões entre 2015 e 2025, totalizam 45,2 milhões de euros que, acrescidos do IVA, atingem os 62 milhões, o dobro do valor inicialmente prometido por Jardim. Com o valor do velho estádio e terrenos anexos, a “prenda” do Governo no centenário do Marítimo aproxima-se dos 80 milhões de euros.

Sem comentários: