quinta-feira, março 24, 2011

ministro das Finanças inglês, George Osborne, admitiu ser "preocupante" a situação portuguesa

DN: "Em declarações à cadeia televisiva Sky News, George Osborne referiu a instabilidade na Europa e o caso de Portugal como razões para o governo britânico continuar a política de redução de défice reiterada na quarta-feira durante a apresentação do orçamento anual. "Não são duas histórias separadas, o Reino Unido tem um défice orçamental maior, mais dívidas em relação a países como Portugal e mesmo assim conseguimos manter as nossas taxas de juro próximas daqueles da Alemanha porque temos um plano credível", enfatizou.

Um deputado conservador, Bill Cash, conhecido pelas posições eurocéticas, apelou hoje ao primeiro-ministro para negociar os termos em que o Reino Unido participa no Fundo Europeu de Estabilização Financeira. De acordo com um estudo hoje divulgado pela organização Open Europe, o Reino Unido poderá ter de contribuir com entre 810 milhões e 4,26 mil milhões de euros se Portugal for obrigado a pedir ajuda."

Sem comentários: