quarta-feira, março 02, 2011

Ignorantes. Não percebem nada de arte.


Estes energúmenos da oposição, ecofundamentalistas, madeiravelhenses, burgueses, etc. olham mas nada vêm.
Então não é claro para toda a gente com mais do que um olho, que a política do aterro destina-se a promover a Madeira lá fora.
Tal como o artista plástico Christo envolveu umas ilhotas para se parecerem com gigantescas vaginas, e ainda hoje se fala no assunto, também o GR quer envolver a ilha em aterros de modo que esta se pareça com um enorme orifício anal.
O trabalho na costa Sul está a correr a bom ritmo, com aterros na Madalena do Mar, Ribeira Brava, Funchal e Machico. O resto virá a seguir.
Estes governantes do PSD são gente que vê muito à frente e não olha a custos para atingir os objectivos. A hemoróida deste trabalho artístico que é carinhosamente chamada de lugar de baixo, vai custar 70 Milhões de euros.

Assim sim, vale a pena pagar impostos.

1 comentário:

amsf disse...

Não sei onde é que o DN foi buscar essa dos 70 milhões pois em Setembro de 2009 já lá tinham enterrado 48 milhões! Será que um ano de retirada de inertes da Ribeira da Ponta do Sol, com 4 máquinas a escavar e a encher camiões (c/ de 8) que transportam simultâneamente, inclusive sábados, e com 2 máquinas na zona de despejo custam só 2 milhões? Ou este trabalho de 1 ano vai ser incluido na factura da empresa que ganhar o concurso para construir a protecção à Marina?

amsf