quinta-feira, março 10, 2011

Cavaco vai à manif?

Ferreira Fernandes: Estava-se à espera de moção de censura para hoje, mas aconteceu ontem. Não fosse a palavra já estar deslavada pelo jornalismo nacional (sobretudo em títulos), eu escreveria aqui que Cavaco Silva, na sua tomada de posse, arrasou a política económica do Governo. Hoje, a Francisco Louçã basta-lhe dizer de minuto a minuto, "como disse ontem o Presidente", para interpelar no fim a bancada do PSD, e já agora a do CDS, que ontem foi a mais entusiástica a aplaudir Cavaco: "Evidentemente, os vossos votos contra este Governo já estão garantidos a favor desta minha moção de censura..." Ou já não é o PSD, e já agora (desde ontem) o CDS, cavaquista? Mas o mais extraordinário com o agora reempossado Presidente português não foi ele fazer o pleno da sua área política e conjunturalmente dar razão ao Bloco, esquerdista mas do espectro parlamentar. O mais extraordinário é a onda "geração à rasca" que ele decidiu cavalgar, ou melhor, em terminologia mais geracional, surfar. Dedicou as páginas finais do seu discurso aos jovens, dedicando-lhes a decisão de se ter recandidatado, gabou-lhes a disposição para uma política "mais limpa" e incitou- -os a mostrarem às outras gerações o que valem. Ao que parece, ontem tomou posse Cavaco Silva, o Jovem. O Presidente vai à manifestação do dia 12?

Sem comentários: