sexta-feira, novembro 26, 2010

Vitimização – Reacção – Totalitarismo

Friedrich Nietzsche, na sua “Genelogia da Moral”, dissertou sobre a necessidade cristã de mártires, na sua maioria inventados, de que alimentam a fé e sem os quais extinguia-se, - escrevendo que «o cristianismo (ou a moralidade dos escravos) necessita um ambiente hostil para funcionar, a sua acção é fundamentalmente reacção».

Ora, da mesma forma se organizam e alimentam os movimentos políticos totalitários. Estes transformam a política numa acção bélica, apelando ao sentimento de grupo, região, clube ou raça numa mobilização total e sem condições, num propósito irracional de uma vitória sem outro propósito que não seja ela própria, numa guerra sem quartel contra um inimigo de morte. Num mundo normal e racional, as mesmas pessoas que engrossam estas fileiras recusariam aceitar muitas das coisas, que neste turbilhão de sentimentos e emoções inflamados, passam a considerar normal.

Sem comentários: