quarta-feira, novembro 17, 2010

Chove em Luanda











Mais uma manhã de calor intenso em Luanda. A caminhada, pela marginal, do escritório à Universidade Agostinho Neto fez-me pensar que já me apetecia um pouco de Inverno. Duas horas depois, quando saia da universidade, as palmeiras da marginal dançavam ao som de um vento bravo, o céu franzia o olho e as pingas grossas de pré-aviso começavam a cair. Não havia dúvida: vem aguaceiro, é melhor fugir e já! Cheguei ao escritório a tempo de escapar ao aguaceiro, mas não das suas consequências. Quando chove em Luanda, a cidade fica (ainda mais) caótica. Nada a fazer. Agora espera-me umas 2 horas de trânsito até casa.

Sem comentários: