terça-feira, setembro 14, 2010

Contas simples

Analisando os números de alunos e professores que o Diário publicou na edição de 3/9/2010, concluímos que a ratio professor/aluno de 1 prof. para cada 7 alunos está deturpada pela inclusão do pré-escolar e jardins de infância.
Se analisarmos apenas os números referentes ao 2.º, 3.º ciclo e ensino secundário, a ratio é de 1 professor para cada 6 alunos (27.300 alunos/4.395 professores).
Ora, se a ratio nacional é de 1/18, e já é a menor da OCDE, quer isso dizer que o 2.º, 3.º ciclo e ens. sec. da Madeira tem o triplo dos professores que devia ter. Para ter uma ratio igual à menor da OCDE seriam necessários apenas 1.465 professores. Menos 2.930 dos actuais 4.395.
Isto representa anualmente cerca de € 51.275.000 (Cinquenta e um milhões e duzentos e setenta e cinco mil euros) (só em salários) (cerca de € 1.250 médio X 14 ordenados =€17.500 X 2.930= € 51.275.000).
Com este enorme esforço financeiro teríamos de ter o melhor sistema de ensino do mundo. No entanto, os resultados escolares da Região continuam a ser muito fracos. Portanto, estamos a desperdiçar anualmente 51 Milhões de euros. E porquê? Porque nós, contribuintes pagantes e clientes da escola pública, fomos sequestrados pela corporação. Nós apenas temos o direito a pagar. Sempre mais e sem perguntas. Não podemos ter uma opinião e nem pensar em exigir mais qualidade pelo que se paga.

Sem comentários: