quinta-feira, maio 13, 2010

Porreirismo tuga

Não há nada mais porreiro que dar tolerância de ponto. Mesmos que sindicatos e empresas considerem "uma "loucura" para a economia portuguesa, que o país pare devido à visita do Papa."
Quantos aos sindicatos é de realçar a incoerência. Quanto fazem greves nacionais - e são apenas os funcionários públicos que as fazem - não querem saber quanto é que isso custa ao país.
Segundo Miguel Sousa Tavares no programa Sinais de Fogo, essa decisão terá um custo de 740 milhões de euros. Mas era interessante calcular quanto é que os sindicatos de professores e a Fenprof custaram em greves nos últimos anos, será certamente muito mais. Mas isso não se diz. Não é porreiro.

Sem comentários: