sexta-feira, maio 28, 2010

O Porsche do Campos e Cunha

O ex-ministro das finanças Campos e Cunha, afirmou que oferecer um Porsche a cada português sairia mais barato que construir o TGV.

Não é preciso ter uma calculadora à mão para perceber as asmeiradas que este ressabiado debita constantemente, contando com a grande falta de sentido critico que caracteriza parte da população portuguesa.
Um porsche para cada português custaria cerca de 500.000 M€ (Quinhentos mil milhões de euros), assumindo uma população de 10M e um custo por carro de 50.000 €. Ora, os valores menos conservadores indicam que o TGV não custará mais do que 20.000 M€. Menos de 5% que a conversa demagógica de Campos e Cunha tenta fazer passar.

Além disso, os custos de utilização e manutenção duma rede de Porsches custaria muito mais do que custará o TGV, contribuindo significativamente para uma degradação da nossa balança comercial resultante da necessidade de importação de combustiveis.

E a comunicação vai dando destaque a estes demagogos sem ponta de credibilidade.

2 comentários:

Anónimo disse...

Se o Estado podesse oferecer o Porsche e depois mandar o português dar uma volta até ficava a ganhar - à semelhança das operadoras que ofereciam telemóveis - pois obteria mais receitas via combustível, imposto de circulação, portagens, conceros nas oficinas, etc. O problema é que o português desempregado depois vem estender a mão ao Estado. O TGV terá uma componente de mão de obra portuguesa, suponho que os Porsches. No entanto só faz sentido o TGV com componente de mercadorias e suponho que nesta altura não há crédito para um investimento dessa envergadura...

amsf

João Pedro Lopes disse...

Jé deve ter detectado o engano, mas o TGV tem o valor previsto de 2.000 M€ e não 20.000... De resto, de acordo consigo, mesmo admitindo que o economista estava a fazer caricatura.