sexta-feira, março 05, 2010

Um Regime à solta

Os que por momentos acreditaram nas lágrimas de crocodilo, ao lerem as notícias que vão saindo, deverão começar a voltar à realidade. O Regime aproveitou a tragédia para lançar uma estratégia que lhes garante prolongar a sua estadia no poder. Faltava-lhes dinheiro, vão receber imenso. Já não tinham espaço de manobra política, ganharam um espaço de benevolência como nunca tinha tido. Não tinham projecto, desígnio, agora têm. A lei atrapalhava, pois afastou-se a aplicação da lei. Em suma, as condições de liberdade cívica, o debate político, e a liberdade de imprensa já de si muito fracas na Madeira, vão ser quase totalmente anuladas, por um alegado estado de sítio que vai ser prolongado pelo Regime muito para além do razoável. E disto sairá um regime mais forte, mais apegado ao poder, mais totalitário e mais ávido pelos recursos públicos. Bem diz o povo: "Uma desgraça nunca vem só."

Sem comentários: