quinta-feira, março 11, 2010

as perguntas que a judite esqueceu

Fernanda Câncio: (...) cavaco diz que a compra de uma tv deve ser transparente; judite 'esquece' o pequeno pormenor de cavaco ter sido o pm que ofereceu um canal -- nem mais nem menos que a tvi -- à igreja católica, numa flagrante violação do princípio da separação e numa decisão completamente turva, que privilegiou uma confissão (com as consequências conhecidas -- a falência) em detrimento de um projecto profissional de tv que incluia proença de carvalho, paulo portas e miguel sousa tavares (se a memória me não falha), e outro ao militante nº 1 do seu partido.(...)

Sem comentários: