terça-feira, abril 14, 2009

Deflação à vista

Pelo terceiro mês consecutivo a economia da Madeira vê-se confrontada com uma inflação homologa negativa.
Em Março houve mesmo um agravamento desta tendência negativa, tendo-se situado a inflação homologa em -1,6%.
Neste aspecto, como noutros, estamos piores que no resto do País onde a inflação homologa em Março foi de "apenas" -0,4%, e foi ligeiramente positiva nos outros dois meses.
Por tudo isto, torna-se evidente a irresponsabilidade do Vice-Presidente do Governo Regional, Cunha e Silva, ao afirmar que na Madeira não era preciso tomar nenhuma medida especial porque atempadamente tinha sido feito o trabalho de casa. Vê-se.
Tal como foi irresponsável o secretário das finanças ao ir de férias para a Austrália, deixando a Madeira entregue à sua sorte numa altura que era exigível dos nossos governantes que dessem o seu melhor para resolver uma situação que é grave em todo o mundo mas que ainda é pior se não houver as medidas adequadas para proteger os mais indefesos, como é o caso dos desempregados e dos pequenos empresários.

Volto a afirmar, só comparando os resultados governativos podemos aferir quem melhor governa. E o PSD na Madeira em oposição ao PS nos Açores e a nível nacional tem mostrado que tem sido menos capaz de resolver os problemas das populações que representam. Vai-nos valendo as medidas de protecção social que em grande escala também têm ajudado os madeirenses. Se estivéssemos à espera do PSD-M estávamos ainda mais perdidos.

Sem comentários: